Way to Speak

in Public

 SCHOOL

Muito do que somos é o resultado das histórias que ouvimos.

No contexto empresarial, e não apenas, o storytelling é uma ferramenta de comunicação essencial para tornar informação complexa em acessível, cultivar relações, vender ideias ou produtos e inspirar outros.

Ao longo de 11 edições o nosso Programa de comunicação chamou-se Corpo & Alma. Hoje, como antes, estamos de corpo e alma juntos para o ajudar a melhorar a sua comunicação. Só mudámos o nome!

No Programa Way to Speak in Public, procuramos criar uma experiência de aprendizagem onde cada participante é incentivado a descobrir e a explorar o seu estilo para comunicar com impacto.

O Programa

É uma experiência de aprendizagem onde criamos o contexto para aprender a conhecer-se enquanto comunicador e a descobrir que um dos segredos de uma boa comunicação está na capacidade para ser vulnerável e autêntico.

Combinamos técnicas da formação de actores com práticas de facilitação da Way Beyond para encorajar os participantes a descobrir o poder da narrativa (ou storytelling) para comunicar a sua mensagem, inspirar confiança e estimular a agir.

Porque é que o desenhámos?

Fomos desafiados por um cliente para “fazer um programa de comunicação ‘diferente’, sem Powerpoint e que trabalhasse a confiança”. Nós gostamos de desafios e debruçámo-mos sobre a mesa de desenho! Reflectimos, conversámos e experimentámos  até chegarmos a este resultado.

Trata-se de um programa bastante inovador que permite um conhecimento profundo sobre nós e como reagir ao ambiente que nos rodeia (…).

Elsa VilanovaAbbVie - Brand Specialist

O que esperar?

Melhorar o impacto da comunicação em público;

– Aumentar a confiança e a credibilidade na interacção com a audiência;

– Fazer uma boa utilização das histórias e desafiar para a acção. Uma experiência que ficará na memória, e esperamos que também no corpo.

Uma experiência que ficará na memória, e esperamos que também no corpo.

E quais são os pressupostos?

Ser um bom comunicador dá trabalho!

Definir claramente a razão para contar uma história – se não for clara para si, não será para os outros.

As histórias criam confiança, partilha de conhecimento e trazem significado e propósito às acções.

Saber estar presente e trabalhar com regras e limites.

Conteúdos

– A importância da preparação do comunicador e do conteúdo

– A concentração e atenção

– Presença e flexibilidade

– Clareza da mensagem: definição do propósito

– A escuta e a atenção na relação com a audiência

– Storytelling – o poder das histórias na relação com os outros

– Criação de uma biblioteca de histórias pessoais

– Como escolher e incorporar as histórias no contexto profissional para tornar as mensagens empresariais mais impactantes

– Treino e feedback

to action?